domingo, fevereiro 17, 2008

A poesia...



Suspeito que a poesia, ao entardecer,
se veste de rosa
e pousa
suavemente
nas rochas talhadas de melodias.

Descansa leve
no silêncio dourado
e voa,
livre de qualquer rima
ou inspiração!

Livre das palavras e das mentes.

Sabem-no os fenos que ondulam,
as aves que passam,
o perfuma que me toca.

Encontrou-me aqui,
e aqui retorno...
ontem, hoje e amanhã...

Quando finalmente deixar de ir e vir...

estarei sempre com ela!

1 Comments:

Blogger Jardineira aprendiz said...

:)
Um dia assim será!

8:25 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home