terça-feira, janeiro 10, 2006

Hoje nasceu...



Hoje nasceu uma estrela no hemisfério sul do meu coração. De compleição delicada, de alma inacabada, ela abriu os olhos quando a noite cedia o lugar ao dia. Ficou tonta de tanta luz e só soube que procurava um céu para se alimentar. Ainda lhe foi possível escutar a melodia triste de uma chamada algures no infinito donde vêm as estrelas. Depois veio a invisibilidade característica do excesso de luz e pôde enfim descansar!
E eu pude passear pela minha aldeia de coração iluminado em canções de embalar! E voltaram as andorinhas em rodas, como se a Primavera as tivesse ido buscar! Já nos canteiros namoravam as papoilas o vento, que teimava em as despentear!

Caminho agora rua abaixo no mapa do meu olhar e torno-me céu em noite escura ou em dia a clarear!

2 Comments:

Blogger Susana said...

Um maravilhoso renascimento, um passeio lindo pela tua aldeia, pela tua vida, gostei muito.. Beijinho, grande..

1:30 da manhã  
Blogger maat said...

tem muito que se lhe diga, este texto poético.

Gostei.
obrigada pela primeira visita. E...parabéns.


***maat

11:03 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home