domingo, abril 23, 2006

No desequilíbrio aparente de uma pintura do mundo…



Agora,
dentro desta vida,
num espaço sépia em que tudo tem lugar,
são os ventos simples toques
que me fazem amar.

São possíveis
nuvens carregadas de poesia
que em mim chovem
e deixam magia.

5 Comments:

Blogger IsaMar said...

eu não gosto de vento. Apenas me permito gostar de uma brisa fresca em pleno dia quente de Verão. Mas o amor tb entra com uma lufada de vento nas nossas vidas. Gostei da magia das tuas palavras.

10:32 da tarde  
Blogger Isabel said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

2:22 da manhã  
Blogger Susana said...

Minha querida, tu emanas poesia, magia, o que me chega de ti é maravilhoso.. Adorei a fotografia, é linda.. Beijinho, grande..

2:22 da manhã  
Blogger Medusa Azul said...

que nunca te/nos falte a chuva!!!

12:56 da manhã  
Blogger Medusa Azul said...

..para que nunca nos falte a tua magia! :)
voltei porque não podia deixar de elogiar (mais uma vez) as tuas fotografias!

1:03 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home