quinta-feira, março 16, 2006

Agarro o invisível...



É a manhã nas minhas mãos,
um começo verbal vestido de maresia…
São filmes nos meus olhos a estrear
e o mundo que se senta esperando sonhar.
É o vento nos meus pés
que brinca e rodopia
descobrindo caminhos ainda por desenhar.
São pássaros que planam em esperas tensas!
São simples flores do mato
que repousam na ausência de olhares!
Agarro o invisível que perfuma o ar
e deixo-me moldar!

3 Comments:

Blogger Jorge Moreira said...

Espectacular!
Beijinhos e bom fim de semana.

12:46 da manhã  
Blogger Medusa Azul said...

queria ser o vento a desenhar estes caminhos... lindíssima fotografia :)

12:47 da manhã  
Blogger Susana said...

Serenidade, é o que te sinto.. :) Beijinho, grande..

10:12 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home