domingo, setembro 03, 2006

Mas é sempre possível que alguém sem saber parta um dia!



Alguém! Cuja voz desliza em passos melódicos de conversas mansas. Em mim!
Alguém! Que do fundo do tempo ainda teça grinaldas para dias de festa apenas sonhados. Aqui!
Alguém! No fim do futuro, saltando a ponte para as estrelas amadas em céus gigantes por detrás do nada. Por mim!
Alguém! Da troca forçada fazia o caminho sempre intuindo contornos sabidos. Além!
De lá para cá, uma rua cinzenta tingida à pressa numa memória esquecida em busca de brisa.
Parece tarde ao amanhecer em terras estranhas! Parece cedo no rosto que passa e depressa se afasta. Parece longe, sem horizonte nos olhos cansados aqui ao lado! Parece perto no adeus repetido que acena do barco!
Mas é sempre possível que alguém sem saber parta um dia! E o nunca que ninguém sonhou tornou-se magia!

3 Comments:

Blogger José Manuel Dias said...

Delicioso...
Bjs

11:26 da tarde  
Blogger miosotis said...

Vim deixar-te um beijo terno e mt azul pela imensa ternura q poisaste em meu espaço. Não tenho palavras...

3:45 da manhã  
Blogger Susana said...

"E o nunca que ninguém sonhou tornou-se magia!"
É sempre possível, eu acredito em magia e tu? ;)
Beijinho, grande..

11:01 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home